Aparecida é a sua casa

confira a publicação

Prefeitura lança campanha “Aparecida é a sua casa”.

Acesse o site da publicação no diário oficial clicando aqui.

Acesse o site da campanha e confira como recolher a sua jardinagem, o seu entulho e o cata-treco clicando aqui.

Com o objetivo de construir uma cidade mais limpa, bonita, agradável e proporcionar mais qualidade de vida aos aparecidenses, a Prefeitura de Aparecida lançará amanhã, sexta-feira (09), às 9 horas, dentro da programação da 2ª Conferência Municipal de Meio Ambiente, a campanha “Aparecida é sua casa – Quem mora cuida”.

O evento será no auditório da UEG, localizado na Rua Mucuri, no Setor Conde dos Arcos, e a campanha tem como objetivo envolver a população no cuidado com a cidade, por meio de ações simples como a construção de uma calçada; gramando e jardinando a fachada de suas casas; contratando caçamba para a remoção de entulhos de construção; e evitando descarte de objetos e móveis em lotes baldios, margens de córregos e ruas.

A ação é uma determinação do prefeito Maguito Vilela (PMDB) e está sendo implementada pelas secretarias de Desenvolvimento Urbano, Regulação Urbana, Meio Ambiente e Comunicação Social. “A prefeitura fez mais de mil quilômetros de asfalto, entre nova pavimentação asfáltica e recapeamento do asfalto antigo. Agora, queremos que a população ajude-nos a fazer de Aparecida uma cidade cada vez melhor para se viver, fazendo a calçada, plantando uma árvore, cuidando do lixo”, explicou o prefeito.

Por meio das secretarias de Infraestrutura, Desenvolvimento Urbano, Meio Ambiente e SMTA, a urbanização da cidade tem sido uma realidade. Os órgãos cuidam da manutenção e revitalização da sinalização de trânsito, praças, iluminação pública, entre outros serviços essenciais. Mas a campanha pretende mostrar que a população também tem importante papel nesse processo, ajudando a preservar e manter os ambientes públicos limpos e bem cuidados.

“São várias as ações que os moradores podem adotar para ajudar a cidade, como a campanha mostrará ao longo de sua duração. Além do cuidado com sua porta e com seu lixo, os proprietários de lotes que não possuem edificações também podem fazer a roçagem, se ainda não tem condições de construir, o que dá mais segurança à comunidade”, destacou o secretário de Desenvolvimento Urbano, Rodrigo Caldas.

Para auxiliar os moradores, mesmo não sendo obrigação do poder público o recolhimento de objetos usados, como sofás, guarda-roupa ou geladeira, a Prefeitura de Aparecida criou o serviço Disque Busca 3545-9969. Por meio deste novo serviço, o cidadão poderá agendar dia e horário para que uma equipe do Disque Busca recolha o objeto que a pessoa não quer mais em sua casa, evitando que sejam depositados em lotes, margens de córregos, canteiros e até nas ruas, o que ocasiona multas aos responsáveis.

“O serviço é uma opção gratuita que o morador passará a ter”, frisa Rodrigo Caldas, lembrando que o objetivo é diminuir a quantidade de lixos, entulhos e objetos descartáveis pela cidade, que além de sujar e prejudicar sua aparência, podem contribuir para ploriferação de doenças como a dengue.

CALÇADAS – Outra grande dificuldade hoje no município é a conscientização do morador para que faça sua calçada. Para isso, antes da aplicação das multas, as equipes da prefeitura farão a orientação da população. “Nossas equipes irão até os bairros para conversar com a comunidade e orientá-la. Caso não façam as calçadas, vamos notificar e, em último caso multar, pois a nossa intenção é parceria e conscientização”, pontuou o secretário de Regulação Urbana, Jório Rios. As calçadas devem ter no mínimo 1,5 metros de acesso livre.

O secretário orienta que os moradores façam calçadas com rampas de acesso, permitindo a mobilidade dos portadores de necessidades especiais, lembrando que a obrigação das calçadas tem o caráter de acessibilidade também, além de organização da cidade.

O secretário de Meio Ambiente de Aparecida, Fábio Camargo, espera que a população apóie a campanha “Aparecida é sua casa, quem mora cuida” e participe, assim como ocorreu com a campanha “Tolerância zero ao som automotivo”, realizada no final do ano passado. “Todo mundo quer viver em um lugar bom e agradável. Se reformamos e limpanos a nossa casa, porque vamos sujar e danificar a cidade?”, alertou Fábio Camargo. Segundo ele, a meta é zerar os locais em que a população descarta irregulamente entulho na cidade.